Clínica Ferraz | Cirurgia Plástica
25 de Janeiro

10 perguntas essenciais para fazer ao seu cirurgião plástico

10 perguntas essenciais para fazer ao seu cirurgião plástico A ansiedade antes de realizar o procedimento faz com que muitos pacientes esqueçam de esclarecer dúvidas essenciais com o cirurgião. Acompanhe 10 perguntas que podem lhe auxiliar e que são fundamentais para que tenha toda a segurança na hora de realizar sua cirurgia
Compartilhe

Para muitas pessoas a cirurgia plástica significa a realização de um sonho, além de em muitos casos representar uma melhora clínica, ou de qualidade de vida. Por isso é muito importante que todas as dúvidas sejam esclarecidas e ninguém melhor que o cirurgião plástico para auxiliar e trazer toda a segurança que você precisa.

Os fatores que envolvem um procedimento são vários e desconhecidos para o paciente, e é essencial conhecer todos os passos e etapas desde a consulta pré-operatória até a alta após a recuperação. Listamos algumas perguntas essenciais para realizar ao seu cirurgião.

Antes de tudo

Ao decidir por um procedimento busque o máximo de informações prévias sobre a cirurgia. Conversar com pessoas que já fizeram o procedimento é válido, buscar informações em fontes confiáveis da internet também. Desta forma você já está mais habituado (a) com o tema ao conversar com seu cirurgião.

A escolha da clínica e do cirurgião também são fatores cruciais. Pesquise, visite as clínicas para que tenha segurança das habilitações do profissional médico e da qualidade e seriedade da clínica.

Escolhido o profissional, a dica é levar uma lista com as perguntas sugeridas e todas as outras que tiver, para que não fique nenhuma dúvida. A ansiedade na hora da avaliação faz com que sejam esquecidas muitas das perguntas planejadas. Com a listinha você não esquece de nada.

1. A clínica está adequadamente registrada e regulamentada?
Não há problema nenhum em confirmar com seu médico as habilitações da clínica para operação. Peça para que comprove registros em órgãos fiscalizadores como por exemplo, alvará da Vigilância Sanitária (VISA ou ANVISA) e registro da empresa no CRM (Conselho Regional de Medicina).

2. O cirurgião é habilitado para atuar?
A Sociedade Brasileira de Cirurgia plástica é a instituição da qual todos os médicos que atuam com cirurgia são membros. Verifique com seu cirurgião, ou busque confirmar seu registro nesta sociedade e suas comprovações de registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) e habilitação em cirurgia plástica.

3. Existem outras alternativas antes da cirurgia?
Mesmo que esteja decidido (a) pela opção do procedimento cirúrgico, não deixe de conhecer quais seriam as opções alternativas ao seu tratamento. Conheça alternativas, prós e contras de cada uma das opções. Seu cirurgião plástico será muito realista ao conversar sobre opções, procedimentos alternativos ou adicionais para que você atinja seus objetivos.

4. Quais os riscos da cirurgia?
Qualquer cirurgia plástica por menos invasiva que seja apresenta riscos. Conheça todos estes riscos, e informe ao médico qualquer informação que considere importante.

É possível que esses riscos sejam minimizados significativamente quando se escolhe um médico competente junto com sua equipe, que tenha atenção especial aos procedimentos pré e pós operatório.

Lembre-se que responsabilidade principal sobre os riscos também é sua, na condição de paciente, que deve seguir adequadamente as orientações.

5. Quais as orientações pré-operatórias?
É claro que você receberá todas as orientações antes, mas não deixe mesmo assim de confirmar algumas informações adicionais.

Você receberá toda uma listagem de exames a serem realizados, cuidados, hábitos, alimentos, restrições. Confirme e relate a seu médico todo seu histórico, medicamentos ou produtos naturais que esteja ingerindo, entre outras informações.

6. Quanto tempo leva a cirurgia?
Alguns procedimentos levam 30 minutos, outros podem se estender por mais tempo pela complexidade. Saber o tempo de duração é importante para que compreenda melhor a complexidade do procedimento, os passos envolvidos, e pra que as pessoas que eventualmente estejam lhe acompanhando tenham um parâmetro na espera.

7. O procedimento será na clínica ou em ambiente hospitalar?
Saiba o local da cirurgia, esclareça com seu médico todos os requisitos mínimos. Se o local tem os equipamentos para atendimento intensivo e emergencial, de acordo com cada situação.

Aproveite para confirmar sobre as habilitações da equipe que fará parte do corpo clínico, quem são os profissionais envolvidos, habilitações e tudo mais.

8. Como é o pós operatório?
Seu cirurgião lhe dará todos os cuidados a serem realizados durante o período de recuperação. As orientações envolvem cuidados com alimentação, tempo de repouso, limitações quanto à atividade física, uso de cinta modeladora, retornos programados, entre outros.

Se no período surgir qualquer dúvida, não hesite em questionar o cirurgião ou sua equipe.

9. E a cicatriz?
Cada tipo de cirurgia tem sua particularidade quanto a cicatriz e é muito válido conhecer tudo, para que depois não existam surpresas. Para que elas tenham o melhor aspecto, siga adequadamente todas as orientações e evite exposição ao sol.

10. Tenha confiança
Ao realizar estas perguntas, você estabelece uma relação de confiança com seu cirurgião plástico. O que lhe proporcionará toda a segurança que precisa para realizar seu sonho.

Aproveite as dicas e compartilhe a experiência com outras pessoas.